março 20, 2011

Não seja um eco-chato

 

É isso aí, quem é vivo sempre aparece! ;o)

Recadinho de hoje: não se transforme em um pentelho ecológico.

Quem é essa pessoa? É aquela que, indignada com as injustiças cometidas contra a nossa querida Terra, passa a pregar um desânimo, como se as coisas não tivessem solução. Critica todos os projetos ecológicos, governantes e empresários e faz disto seu assunto constante, tornando-se longo, ‘boring’ e até pessimista.

Acho perda de tempo. Muito mais eficaz investir em atitutes.
Se a idéia é proteger a Terra, precisamos agregar todos os seus habitantes nesta consciência, antes de conseguirmos milagres com empresários.
Um povo unido por uma causa derruba qualquer injustiça.

Se não dermos dicas ecológicas simples e de fácil inserção no dia-a-dia, ninguém irá aderir. Não podemos fazer as coisas parecerem tão complicadas.
E uma mudança de comportamento acontece aos poucos.

Pensando assim é que eu sou otimista, acredito nos projetos ecológicos mesmo sabendo que existe roubalheira e acordos financeiros com ONGs famosas, aproveitadores de plantão no governo e etc.
Dou o exemplo e fico feliz em ver como sou imitada.

Enfim, é sendo positivo, dando o exemplo e trabalhando sem parar, que vamos evoluir a cada ano na auto-sustentação de nossa morada.

Galerinha verde, eu adoro o apoio que vocês me dão no blog! E fico muito feliz em ver que este assunto está interessando cada vez mais pessoas.
Besitos a todos

fevereiro 23, 2011

Decida-se pelo mais natural

 

Oiiiii gente!

A dica de hoje é para darmos mais importância, ênfase e preferência a tudo que é natural.
A tecnologia, a industrialização e o digital são maravilhas que estão aí para complementar o que a natureza já nos deu, e não substituir.

Por exemplo, por que mecanizar os partos e fazer do Brasil um líder em partos cesarianos chegando a ter hospitais com índices de 70% a 90% de cesáreas? Na Áustria, o índice nacional é de 7%.
Leia este artigo do site Amigas do Parto.

Por outro lado, nos EUA a amamentação não é muito aderida, aliás ela é até um pouco ‘taboo’ ou mesmo ridicularizada, já que os peitos são as armas de abate de maridos por lá.

Recentemente na Folha de SP o Dr. Drauzio Varella demonstrou estas estatísticas da incidência de asma em crianças e adolescentes:

1) A incidência aumenta à medida que as sociedades se tornam mais desenvolvidas.

2) Filhos únicos correm mais risco do que os nascidos com vários irmãos.

3) Crianças que começaram a frequentar creches ou escolas mais precocemente têm menos asma.

4) Crianças criadas nas cidades têm mais asma do que as do campo.

5) Crianças de oito anos nascidas em partos cesarianos apresentam duas vezes mais asma do que aquelas vindas ao mundo por via vaginal.

6) Quanto mais antibióticos recebe a criança, maior a incidência.

O natural é a criança brincar, conviver com crianças, andar descalça, sentir o vento e a garoa de vez em quando, por que não?
Pegou um resfriado? Apele para as Terapias Naturais, pois se seu filho tomar muito antibiótico, ainda corre o risco de ficar mais doente.

Ah! Desculpe pelo sumiço! É que 2011 começou diferente para mim, estou trabalhando agora em outra área (seguros) e dedicando bastante tempo para isso, além dos outros afazeres habituais.

Sinto muita falta de escrever aqui, mas a idéia é conseguir um tempo para programar os posts e assim ficar mais em dia..
Quero visitar os blogs que eu sigo, vou me organizar quanto a isso também, não gosto de perder as novidades!

Img.: Daisiesarelikesunshine

fevereiro 9, 2011

Economize na cozinha

 

Além do reaproveitamento de alimentos, há inúmeras dicas de economia na cozinha por aí.
Aqui vão algumas básicas:

1-COZINHE MAIS EM PANELA DE PRESSÃO
Você pode cozinhar tudo em panela de pressão (feijão, arroz, carne, peixe, macarrão etc.), de forma rápida e economizando 70% do gás.

2-TAMPE SUAS PANELAS AO COZINHAR
Ao tampar as panelas, você aproveita o calor que se perderia no ar.

3-ANTES DE COZINHAR, RETIRE TODOS OS INGREDIENTES DA GELADEIRA
Evite abrir e fechar a geladeira constantemente. Essa atitude desperdiça muito mais energia.

4-FAÇA USO DE GARRAFA TÉRMICA
Ao invés de abrir a geladeira o tempo todo, use uma garrafa térmica de 2 ou 5 litros com bastante gelo. A temperatura da água fica conservada o dia inteiro e você economiza energia.

5-COMA MENOS CARNE VERMELHA
A criação de bovinos é um dos maiores responsáveis pelo efeito estufa. O mau cheiro que eles exalam é metano, um gás inflamável e poluente. Além disso, a produção de carne vermelha demanda uma enorme quantidade de água. Cada 1 kg necessita de 200 litros de água potável. O mesmo quilo de frango consome 10 litros.
Aliás, dê uma olhada neste post da Selena e fique boquiaberta..

Info: GreenSense
Img.: Google

fevereiro 7, 2011

Troque as lâmpadas incandescentes [Teia Ambiental]

Não sei se você ouviu a notícia, mas a partir de 2016 as lâmpadas incandescentes de mais de 40 Watts serão banidas do mercado no Brasil, a não ser que uma tecnologia as torne mais econômicas.

Medida que protege o planeta e economiza pra gente.

A maioria das pessoas já está trocando as incandescentes pelas fluorescentes em suas casas.
Só que ainda mais ecológicas do que as fluorescentes, são as lâmpadas de LED,  segundo este comparativo do Scribd.

Então, não espere até 2016. Comece a trocar todas as suas lâmpadas JÁ!

A seguir, algumas fotos de decoração com iluminação ecologicamente correta:

  Loft super mega show com iluminação em LED, via Design-Milkespacodecorado.com
Cozinha super aconchegante, com LED+fluorescente. Via Frutaína
fevereiro 1, 2011

Utilize-se de Terapias Naturais II

Quer um remédio contra stress?
Não precisa ir à farmácia e nem ir para o Spa.
Apenas esqueça tudo e vai dar um mergulho no mar. O banho de mar e o sol são um santo remédio! É claro que sol, apenas nos horários certos (ahnnnn?), com proteção, filtro solar, óculos, chapéu e muita, muita água.

A cantora e compositora Paula Toller recentemente postou em seu twitter que tomar banho de mar é preventivo contra a depressão.

Ah! E aqui na Ideal Dicas, 10 dicas naturebas contra o stress – sem remédios nem agulhadas – e muito eficazes.

Tiramos umas mini-férias, para a minha felicidade durante o meu aniversário, e fomos para Paraty – Rio de Janeiro. Aquele lugar é mesmo o paraíso!

Garanto que nesse momento, você não irá pensar no cliente exigente, na empregada que pediu as contas, no filho teimoso, nem nas contas que tem pra pagar.

Img.: Rodrigo Athie

janeiro 27, 2011

Cobre atitudes verdes das pessoas

 

Um dia desses eu estava vendo um filme meio maluco com a Jennifer Aniston, mas comecei a assistir. Chama-se Management (ou O amor pede passagem).
No começo pensei que fosse ser no estilo Psicose. Mas depois virou uma comédia romântica (claro!).

Mas o que isso tem a ver com as Dicas Green?

Eis que em uma cena, ela, hospedada numa pousada-beira-de-estrada (do futuro cacho dela) vai até a gerência perguntar por que não havia coleta seletiva ali e que isso para ela, era muito importante.

Fiquei pensando que quase ninguém faria isso.

Esta pode até ser uma dica meio eco-chata, mas devemos sim, fazer valer a responsabilidade social que têm os estabelecimentos para com o nosso planeta. Afinal de contas eles geram mais lixo do que as casas e lá circulam mais pessoas, que podem ser informadas sobre tais atitudes verdes.

E você, já fez como a Jennifer?

Img.: Yamangurl (pousada em Costa Rica)

janeiro 25, 2011

Faça mais para evitar as enchentes [Teia Ambiental]

 

‘Inundação da Várzea do Carmo, 1892’ de Benedito Calixto. Mais visualizações e info aqui.

No dia do aniversário da cidade de São Paulo, eu não poderia pensar em outro tema para falar, se não as enchentes.

Como moro aqui, estou percebendo que a situação tem sido mesmo um fantasma para a população. As pessoas têm receio de sair na parte da tarde, pois acham que podem pegar um temporal e ficar alagados.

Eu já peguei enchentes pequenas, com trânsito e nada mais.
Porém no domingo passado foi a primeira vez que eu fiquei ilhada com a minha família e outras dezenas de paulistanos – em um posto de gasolina no Brás – após escapar da Marginal Tietê, que estava inundada e intrasitável em um certo ponto.
E assim foi em outros pontos da cidade.

O tema tem me chamado a atenção também pelos comentários infelizes de certa camada da sociedade, que culpa pura e simplesmente os moradores dos locais afetados, dizendo que “se eles jogam lixo na rua, que fiquem alagados”.

Jogar lixo na rua é inadmissível.
Colocar o lixo na rua, fora da hora que o lixeiro passa, também é um crime.
Mas infelizmente ainda vemos muito disso acontecendo, partindo de todas as classes sociais.

Mas a história é longa.
Hoje mesmo eu vi uma pintura – por sinal divina como tantas – de Benedito Calixto no Museu do Ipiranga, que retrata uma inundação no centro de São Paulo. Veja a foto lá em cima.
E o nosso museu aí em baixo:

 

Esta dica é importante para nós, mas muito mais importante para o governo de nossa cidade. E este, pelo jeito, desde o início não deu importância para o impacto da urbanização na vida futura.

Digamos que conseguíssemos ensinar os cidadãos – ou coagi-los – a tratar o lixo como deve ser tratado e eliminássemos a questão dos lixos entupindo os bueiros e os rios.
Já seria um certo alívio. Isso ajudaria por alguns anos.

Digamos que conseguíssemos (daqui pra frente) proibir a construção de casas em locais com risco de erosão.
Já salvaríamos muitas vidas.

Mas não seria o bastante. Precisamos de regulamentações ecológicas sérias.

E o efeito estufa? Estamos carecas de saber o que polui e aquece o nosso planeta, causando entre outras reações, a chuva: combustíveis, fumaça das indústrias, aerosois, gases do lixo, queimadas, etc.

Com o ‘desenvolvimento’ da cidade veio a impermeabilização do solo e a erosão.
Com a industrialização veio a poluição.
Assuntos que devem ser levados em consideração pelo governo, regulamentadas, planejadas e colocadas em ação JÁ!
No IG você pode ler as soluções para as enchentes com maiores detalhes.

Também adorei o post da Flora sobre este assunto. Ela esclarece muito bem as causas das enchentes. Querida Flora, perdoe-me mas não pude evitar falar deste assunto também.

Vamos nos conscientizar da verdade antes de tudo.
E como sempre, fazer a nossa parte e dar o exemplo.
E ficar de olho em quem escolhemos (ou escolheram) para cuidar de nossa cidade. Ligar na sub-prefeitura, perguntar, solicitar, cobrar, denunciar.

Ecologia não é mais utopia! Já estamos falando do nosso dia-a-dia.

Img.: NovoMilenio.inf.br e Renata RZ

janeiro 19, 2011

Reaproveite os alimentos

Oie!
Essa é do arco da velha né? Mas é uma das dicas ecológicas mais importantes. Já até falei disso aqui.
O hábito de jogar comida no lixo veio com o desenvolvimento, com a mulher trabalhando fora e com a necessidade de praticidade.

Perdemos o costume de nos planejar. Mas tudo o que precisamos é de uma atenção um pouco maior.

Sobrou um franguinho? Desfia ele e faz uma torta..
Com o resto do strogonoff, dá super certo fazer uma baked potato. É só assar a batata embrulhada no alumínio, abri-la e colocar o recheio.

Mas quer receitas de aproveitamento maravilhosas mesmo?
O blog Delícias e Talentos criou o Projeto Reciclar, que infelizmente eu não consegui participar, mas as receitas estão lá. Dá só uma uma olhada.

Abaixo estão as fotos que tirei quando fiz o meu mais recente doce de banana.
*Pena que são fotos noturnas.
*E também foi feito com banana-prata, com a nanica fica muito melhor.

 

A banana ficou preta? Não jogue no lixo! Tire o que não presta e ‘bora fazer um docinho.
Pique as bananas, junte um pouco de suco de limão e bata no liquidificador
(não precisa bater, mas assim ele fica mais cremoso e liso)
Junte açúcar e leve ao fogo.
Para 4 bananas gigantes usei 4 colheres de açúcar (prove o gosto)
Daí é só mexer um tempão até ele ficar escuro e reduzir bastante.
Hummmmmmm…
janeiro 16, 2011

Deixe o coração falar mais alto [ajude o Rio]

 

Você, como eu, já derramou as suas lágrimas e se sentiu impotente perante as tragédias que vêm acontecendo em nosso planeta, como o que está acontecendo agora, na Região Serrana do Rio de Janeiro?
Já fez as suas preces e divulgou informações, mas como eu, gostaria de ajudar mais?

Procure uma forma segura e envie também donativos.

A dica de hoje é para ajudar a região serrana do Rio, neste momento difícil: a Luci do blog Postando sobre Artes, organizou uma rifa com prêmios de artistas maravilhosas da blogosfera, a R$ 5,00 cada número.

Pode-se também doar os prêmios a serem sorteados. É só entrar em contato com a Luci ou com a Elaine Gaspareto.

Vou ver se ainda dá tempo de produzir alguma coisa e enviar como prêmio, mas as rifas eu já comprei!
Vamos lá?

Obrigada, Vero, pela dica.

janeiro 14, 2011

Faça uma desintoxicação mensal

 

Sabemos que a nossa dieta nos dias de hoje é ‘rica’ em: açúcares, gorduras trans, substâncias cancerígenas, colesterol e agrotóxicos.

Então que tal fazermos uma desintoxicação de vez em quando? Estipule um dia do mês (ou do bimestre) para ingerir somente líquidos.

É assim:

Café da manhã: chás, de preferência com folhas naturais ou secas, sem adoçar ou adoçados com mel
Almoço e jantar: sopas diversas, batidas. Faça as sopas com legumes e verduras orgânicos, é claro. Tente variar ao máximo os ingredientes. E tempere apenas com sal, alho e ervas. Nada de queijo ralado nem caldo ‘knorr’.
Durante o dia: sucos naturais (coloque verduras neles) e vitaminas de frutas também. Tudo sem açúcar e batido.

O importante é não comer nada sólido o dia todo e nenhuma bebida com açúcar.
Quem já fez me conte aí!

Img.: Uol