Archive for ‘Passeios Naturais’

fevereiro 1, 2011

Utilize-se de Terapias Naturais II

Quer um remédio contra stress?
Não precisa ir à farmácia e nem ir para o Spa.
Apenas esqueça tudo e vai dar um mergulho no mar. O banho de mar e o sol são um santo remédio! É claro que sol, apenas nos horários certos (ahnnnn?), com proteção, filtro solar, óculos, chapéu e muita, muita água.

A cantora e compositora Paula Toller recentemente postou em seu twitter que tomar banho de mar é preventivo contra a depressão.

Ah! E aqui na Ideal Dicas, 10 dicas naturebas contra o stress – sem remédios nem agulhadas – e muito eficazes.

Tiramos umas mini-férias, para a minha felicidade durante o meu aniversário, e fomos para Paraty – Rio de Janeiro. Aquele lugar é mesmo o paraíso!

Garanto que nesse momento, você não irá pensar no cliente exigente, na empregada que pediu as contas, no filho teimoso, nem nas contas que tem pra pagar.

Img.: Rodrigo Athie

Anúncios
janeiro 25, 2011

Faça mais para evitar as enchentes [Teia Ambiental]

 

‘Inundação da Várzea do Carmo, 1892’ de Benedito Calixto. Mais visualizações e info aqui.

No dia do aniversário da cidade de São Paulo, eu não poderia pensar em outro tema para falar, se não as enchentes.

Como moro aqui, estou percebendo que a situação tem sido mesmo um fantasma para a população. As pessoas têm receio de sair na parte da tarde, pois acham que podem pegar um temporal e ficar alagados.

Eu já peguei enchentes pequenas, com trânsito e nada mais.
Porém no domingo passado foi a primeira vez que eu fiquei ilhada com a minha família e outras dezenas de paulistanos – em um posto de gasolina no Brás – após escapar da Marginal Tietê, que estava inundada e intrasitável em um certo ponto.
E assim foi em outros pontos da cidade.

O tema tem me chamado a atenção também pelos comentários infelizes de certa camada da sociedade, que culpa pura e simplesmente os moradores dos locais afetados, dizendo que “se eles jogam lixo na rua, que fiquem alagados”.

Jogar lixo na rua é inadmissível.
Colocar o lixo na rua, fora da hora que o lixeiro passa, também é um crime.
Mas infelizmente ainda vemos muito disso acontecendo, partindo de todas as classes sociais.

Mas a história é longa.
Hoje mesmo eu vi uma pintura – por sinal divina como tantas – de Benedito Calixto no Museu do Ipiranga, que retrata uma inundação no centro de São Paulo. Veja a foto lá em cima.
E o nosso museu aí em baixo:

 

Esta dica é importante para nós, mas muito mais importante para o governo de nossa cidade. E este, pelo jeito, desde o início não deu importância para o impacto da urbanização na vida futura.

Digamos que conseguíssemos ensinar os cidadãos – ou coagi-los – a tratar o lixo como deve ser tratado e eliminássemos a questão dos lixos entupindo os bueiros e os rios.
Já seria um certo alívio. Isso ajudaria por alguns anos.

Digamos que conseguíssemos (daqui pra frente) proibir a construção de casas em locais com risco de erosão.
Já salvaríamos muitas vidas.

Mas não seria o bastante. Precisamos de regulamentações ecológicas sérias.

E o efeito estufa? Estamos carecas de saber o que polui e aquece o nosso planeta, causando entre outras reações, a chuva: combustíveis, fumaça das indústrias, aerosois, gases do lixo, queimadas, etc.

Com o ‘desenvolvimento’ da cidade veio a impermeabilização do solo e a erosão.
Com a industrialização veio a poluição.
Assuntos que devem ser levados em consideração pelo governo, regulamentadas, planejadas e colocadas em ação JÁ!
No IG você pode ler as soluções para as enchentes com maiores detalhes.

Também adorei o post da Flora sobre este assunto. Ela esclarece muito bem as causas das enchentes. Querida Flora, perdoe-me mas não pude evitar falar deste assunto também.

Vamos nos conscientizar da verdade antes de tudo.
E como sempre, fazer a nossa parte e dar o exemplo.
E ficar de olho em quem escolhemos (ou escolheram) para cuidar de nossa cidade. Ligar na sub-prefeitura, perguntar, solicitar, cobrar, denunciar.

Ecologia não é mais utopia! Já estamos falando do nosso dia-a-dia.

Img.: NovoMilenio.inf.br e Renata RZ

janeiro 8, 2011

Faça esportes ao ar livre

 

Academia de ginástica acaba sendo a opção mais prática para praticar esportes, mas alguns (como eu) se enjoam de correr sem sair do lugar ou de puxar os mesmos ferros por anos e anos a fio.
Quem mora perto da praia tem aquela paisagem maravilhosa para correr ou andar de bike e o mar para brincar e gastar umas calorias.
Quem mora no mato, pode andar pelas ruas ou pelas estradas de terra, subir em árvores, nadar no rio e assim manter o corpo ativo.

Nas grandes cidades – salvo alguns bairros bem tranquilos ou condomínios fechados, já é meio chato correr pelas calçadas desniveladas e cheias de gente.
Então restam-nos os parques e clubes.

É só procurar saber, nos parques da prefeitura há atividades gratuitas para todas as idades, como aulas de tênis, yoga, ballet, dança de salão, capoeira e até aulas de circo!

O importante é mexer o corpo.
Melhor ainda se for ao ar livre!

Img.: Renata RZ – a minha filhota Marina e a priminha, na aula de circo do projeto Clube Escola, no Ceret, em São Paulo.

julho 21, 2010

>Horto Florestal

>

Aproveitamos que o sol apareceu por alguns dias em pleno inverno e fomos ao Horto Florestal de São Paulo.
É muito gostoso porque fica um pouco afastado, na Serra da Cantareira e faz parte de uma reserva. Lá você vê animais como macaquinhos, tartarugas, vários tipos de patos e gansos e capivaras. Também há várias espécies de árvores (uma coleção de cerejeiras) plantadas no sec XIX, playground, além de um museu, bicas d’água (limpinhas) e trilhas bem leves, mas legais. Só de estar no meio do mato, já vale a pena, né gente?

Rua do Horto nº 931 , Horto Florestal – São Paulo – SP
Telefone (11)6231-8555
Entrada Franca
Funcionamento: seg a dom, das 6h – 18h 

Img.: Renata RZ

junho 30, 2010

>FOGO!!!

>

Esse tempo de Festa Junina me encanta pelas comidas (olha a gula!), os trajes lindos e as FOGUEIRAS!
Tem coisa mais gostosa do que ficar olhando pra ela, pensando na vida, se aquecendo pertinho da melhor fonte de calor que existe? Hummmm.. que delícia.. Melhor ainda tomando um quentão ou vinho quente, rsrsrs.

E fica a sugestão para os próximos fins de semana frios que nos aguardam (ao menos aqui em São Paulo): fazer passeios para locais onde se possa acender uma fogueira, como alguns parques, praias, chácaras ou condomínios. Vestidos de gorro e luva… sem esquecer do marshmellow!
Veja as imagens e se esquente um pouquinho…

P.S.: É claro que ninguém vai derrubar nenhuma árvore para fazer fogueira, né!!!!!!!!!

Img: WeHeartIt

maio 14, 2010

>Festa verde!!

>Oie!
Saiu no Inhabitots um artigo que traz idéias de como dar uma festa ecologicamente correta (ou o máximo possível) e resolvi abrasileirá-lo por aqui.

1. Convites por e-mail. Hoje quase todo mundo tem. Faça – ou peça para aquele amigo fazer – um convite  bem lindo no photoshop e envie. Caso o convidado não use e-mail, telefone para ele, mas evite os papéis, que depois vão para o lixo.

2. Fazer as comidinhas em casa ou comprar alimentos caseiros e frescos, para manter as barrigas saudáveis. Além de ser mais gostoso, tem mais amor!

3. Pedir para os convidados  trazerem um livro (nesta imagem, infantil) para ser trocado com os colegas, promovendo a leitura e a reutilização.

4. Reutilizar partes da decoração do ano passado e fazer novos adereços, você mesmo!

5. Promover brincadeiras ecológicas, como plantar uma mudinha, fazer artesanato de sucata. Aliás, a turma dos Dedinhos Lambuzados faz este tipo de atividade em festas. Muito legal!

6. Lembrancinhas green: pode ser um produto ecologicamente correto, um kit de mudinha para plantar, um livro sobre o assunto ou um caderno de atividades ecológicas. Ah, achei este site aqui que vende somente lembrancinhas ecológicas.

Img.: Inhabitots

abril 28, 2010

>Planetário: imperdível

>

Oie!

Um dia desses fui ao Planetário do Ibirapuera, fazia uns 15 anos que eu não ia e me emocionei profundamente.
Assistimos a uma apresentação sobre O lado escuro do Universo. Fiquei impressionada em saber que o universo está se expandindo. E em alta velocidade!
Existem outras apresentações mais indicadas para crianças.

Preço da sessão: R$5,00 (inteira), R$2,50 (meia – para maiores de 65 anos ou estudantes)
Número de lugares: 280 lugares
Duração aproximada da sessão: 45 minutos
Informações: 5575-5425

Este é um passeio imperdível para todo e qualquer cidadão. ‘Bora pro google procurar o mais perto de você! Vá e conheça o ínfimo tamanho de seu ser.

Img.: Jefferson Pancieri via SPturis e Museu da Amazônia.org
Info: Wikipedia

abril 14, 2010

>Earth Days

>

O site Inhabitots indica 10 atividades para se fazer com as crianças no Earth Day (22 de abril).
É claro que fica valendo para todos os dias, né gente! É tão importante colocar as crianças em contato com a natureza.. primeiro porque eles AMAM e segundo porque os ajuda a crescer conscientes, amando a Terra e cuidando para que o que há de mais lindo não acabe.
Ah, quem não tem crianças na família, vale fazer as atividades sozinho mesmo, ou com alguma companhia querida.

1. Dê um passeio pelo “quintal” de sua cidade. Valem jardins municipais, uma volta pelo bairro ou uma visita a um rio próximo, para que todos possam observar os milagres da natureza.

2. Plante uma árvore ou comece um jardim. Experimente dar um regador para uma criança. Eles amam aguar as plantas. Como não pensou nisso antes, né?

3. Faça doações de coisas que vocês não usam mais. Esta imagem é da Cris Ventura, do blog Canto do Feng Shui.

4. Vá observar os passarinhos. E quem sabe vocês se animam a fazer uma casinha dessas para atrair uns passarinhos? Esta foi feita com papelão e fita crepe, mais detalhes no site Kids Haus.

5. Faça artesanato com as coisas de casa. Algumas idéias você encontra aqui mesmo no Dicas Green, aqui e aqui. Perpetue este hábito em sua família, reutilizando e criando.

6. Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Mostre o que ia para o lixo para seu filho e pergunte quais coisas poderiam ser reutilizadas, como potes, caixinhas de ovos, etc.

7. Assista ao filme Earth da Disney Nature. Veja o trailer aqui e se emocione.

8. Faça uma lista de promessas ecológicas, tais como fechar a torneira quando escovar os dentes, delimitar tempo para o banho, etc.

9. Um passeio na feira ou no mercadão para comprar alimentos naturais e mostrar como são coloridos e nutritivos.

10. Fazer leituras eco, como este famoso e instrutivo livro The Very Hungry Caterpillar e tantos outros que vocês podem encontrar nas livrarias!

Info: Inhabitots
Img: Inhabitots, Cris Ventura, Haus Maus, Uol Crianças, Disney Nature, Turma da Monica e Olhares.com

abril 8, 2010

>Praias Brasileiras

>

1. Baía dos Porcos – Fernando de Noronha
2. Praia da Joaquina – Florianópolis

3. Praia do Gunga – Maceió
4. Praia da Ferradura – Búzios

Obrigada aos fotógrafos maravilhosos por cederem estas imagens tão inspiradoras.
Aproveite!!

Img.: 1. Uol Fotoblog; Flickr – 2. jribeiro47, 3. joyride, 4. Wilben Bohac

março 26, 2010

>Vida a galope

>

 
Gente!!
Andar a cavalo hoje em dia só se for em passeio turístico e olhe lá, né?
Fazer o que? Moro na cidade e aqui só vejo um ou outro cavalinho bem judiado puxando sucata.

Mas estou aqui para lembrar de como é delicioso cavalgar! Você vê tudo do alto, na companhia de um animal forte, seguro, maravilhoso!!!

Quando eu era pequena eu tinha mais contato com cavalos… galopava de volta para a casa da minha bisavó, com um certo medinho…. afinal eu já era urbanóide. Adrenalina pura!
Desde então, sempre que tenho oportunidade, em hotéis, cidades turísticas ou no interior, eu monto em um cavalo, dou um passeio no mato para ver as cachoeiras, as árvores, flores, aves, enfim, faço uma desintoxicação total e um encontro comigo mesma.

Encontrei na internet um lugar chamado Fazendinha – Estação Natureza, com sedes no Rio e São Paulo, onde você pode andar a cavalo e ver outros bichos, no meio da cidade!!
Fica a dica para o fim de semana!

Img.: WeHeartIt